Nutricionista, Nutrólogo, ou Endocrinologista? Qual médico devo procurar?

Nutricionista, Nutrólogo, ou Endocrinologista? Qual médico devo procurar?

nutricionista-endocrinologista

Diferença entre os profissionais

Essa é uma dúvida que passa na cabeça de muitas pessoas. É importante as semelhanças na atuação desses profissionais, as funções distintas, e as suas particularidades.

Nutricionista
É o profissional da saúde que estuda em média 4 a 5 anos, a composição dos alimentos e as relações estabelecidas entre eles e o homem, sendo o único profissional habilitado a prescrever dietas (Lei nº 8.234, de 17 de setembro de 1991) indicando exatamente os alimentos e as quantidades que devem ser consumidas, a partir de cálculos e planejamentos individualizados. Ou seja, na regulamentação da profissão, é disposto como atividade privativa a prescrição de planos alimentares.

Este atua em diversas áreas:

  • Assistência hospitalar e clínica
  • Nutrição esportiva e funcional
  • Indústria dos alimentos
  • Coordenação e supervisão da produção de alimentação para coletividade
    saúde coletiva e docência (área acadêmica e científica).


Nutrólogo

É o médico que cursa uma especialização em nutrição por 2 anos, e por isso, possui um conhecimento maior na área, que outros médicos. Atua no diagnóstico, prevenção e tratamento de desordens do sistema gastrointestinal e carências de nutrientes, por exemplo, podendo propor ao paciente mudanças de hábitos de vida, em particular de hábitos dietéticos, mas nunca prescrever dietas específicas.

Por ser médico, pode prescrever medicações para o tratamento das patologias diagnosticadas. Integram e chefiam as Equipes Multidisciplinares de Terapia Nutricional (EMTN), onde prescrevem e acompanham pacientes com alimentação via enteral ou parenteral.

Endrocrinologista
É o médico que também cursa uma especialização por 2 anos, para tratar desordens ligadas às glândulas (e suas secreções hormonais) que afetam diretamente o metabolismo. Entre suas áreas de atuação encontram-se:

  • Andropausa
  • Dislipidemias
  • Distúrbios no crescimento
  • Diabetes
  • Distúrbios da menstruação
  • Distúrbios da puberdade
  • Osteoporose
  • Obesidade
  • Problemas na glândula tireóide
  • Além de problemas nas supra-renais, e demais glândulas do organismo.

A atuação do endocrinologista está, então, ligada às desordens em funções específicas do organismo, o que não ocorre com a população em geral.

Como qualquer outro médico, está habilitado a prescrever medicações, e aí entram os reguladores de apetite (que, vale salientar, devem ser utilizados quando há real necessidade).

Para alcançar o peso ideal e a saúde, é preciso a identificação e a aceitação dos erros alimentares para que só assim aconteçam mudanças eficazes e duradouras. A obesidade, por exemplo, tem ligação muito mais comum com erros cometidos durante a alimentação do que com produção excessiva ou deficiente de hormônios.

Portanto, cada profissional é importante e fundamental em sua área de atuação, mas casos distintos exigem olhares distintos, e especialidades diferentes. É imprescindível lembrar que pode ser necessária a atuação conjunta desses profissionais, o que prova mais uma vez a diferença entre eles e a importância de suas particularidades.

Compartilhar esta Notícia